Estar em transição de carreira é bastante desafiador. Mas tem uma postura que torna tudo mais difícil: aquela atitude de “vão me escolher”. Meu ponto aqui é o seguinte: viver a transição é uma ótima ocasião para reafirmar suas escolhas. Claro, alguém no final das contas escolherá você, porém na mesma medida em que você também os escolherá. Há tempos estou convencido de que nossa felicidade não depende do destino, mas sim das nossas escolhas!

Ninguém passa por mudanças apenas de carreira. Seja lá o que acontece em nossa jornada profissional, causa impactos na vida pessoal. Seja lá o que ocorre em nossa vida pessoal, provoca reflexos em nossa carreira. A transição é um bom contexto pra lembrar que vida e carreira compõem um binômio inseparável. Você ficará de bem com suas escolhas se elas ampliarem significado para você como um todo, e não apenas para sua profissão.

Pense em como a transição é importante para você se reconectar com sua biografia, com tudo aquilo que te trouxe até aqui. Perceba como construiu crenças que o alavancam, e outras que o limitam. Por vezes cristalizamos de modo inconsciente aquela ideia de “eu posso, eu consigo e eu mereço”. Há crenças, todavia, que dialogam negativamente conosco: “eu não posso, não consigo e não mereço”. A transição é também a circunstância propícia para reafirmar seus valores, as coisas das quais não quer se afastar, aquilo que você não negocia, não abre mão. Lembre-se de que as maiores mudanças que teremos coragem de fazer são aquelas que buscam preservar o que é valioso para nós e que não queremos perder. “Quais são os meus valores?” Na transição, retomamos esta pergunta e reaprendemos sua resposta.

LEMBRE-SE: CONSCIÊNCIA TRANSFORMA A REALIDADE.

ROGÉRIO CHÉR, FALANDO SOBRE PROPÓSITO DE VIDA E CARREIRA.

Comments

comments