É comum surgir esta dúvida durante a transição: será que devo abrir um negócio próprio ao invés de tentar outro emprego? Acho esta reflexão muito útil. E, pessoalmente, sou muito simpático às carreiras empreendedoras. Mas preste atenção a estes alertas.

Os empreendedores que já fracassaram costumam dizer que, da próxima vez, escolherão ramos para os quais tenham alguma experiência anterior. Foram empregados em outras empresas deste setor, prestaram serviços como consultores ou autônomos, Enfim, negócios em que reuniram conhecimentos e habilidades que fazem a diferença na hora de empreender por conta própria.

Você pode então dizer: “Rogério, mas eu quero mudar de paisagem, quero trabalhar em outro ramo”. Ok. É uma pretensão legitima. Mas se este for o seu caso, lembre-se de que empreender fora da sua área de experiência implica em risco. E empreendedor bem sucedido gosta mais de desafio do que de risco… para diminuir este risco, você tem algumas alternativas: 1) comprar uma franquia, pois são negócios já testados e formatados; 2) abrir um negócio em sociedade com alguém que tenha exatamente a experiência que te falta; 3) entrar de sócio em alguma empresa já existente no ramo em que você pretende atuar. Abrir algo totalmente novo, sozinho e num ramo em que sua experiência seja nenhuma ou muito pequena, será certamente a via mais perigosa…

No próximo papo falaremos mais sobre carreiras empreendedoras.

LEMBRE-SE: CONSCIÊNCIA TRANSFORMA A REALIDADE.

ROGÉRIO CHÉR, FALANDO SOBRE PROPÓSITO DE VIDA E CARREIRA.

Comments

comments