Como se conduzir numa entrevista de emprego? Sabe, esse assunto é difícil de abordar, sobretudo por um motivo: não se pode prever o que sairá da cabeça do seu entrevistador… aliás, conheço histórias malucas, de perguntas pra lá de inusitadas, sem sentido e nem um pouco pertinentes. Por isso, meu conselho a você, ouvinte, é fazer a sua parte da melhor forma. Primeiramente: levando para a entrevista a melhor versão de você mesmo. A menos que sua pretensão seja a carreira artística, não tente ser quem você não é. Fale somente a verdade sobre você e sua biografia profissional.

Não fique apenas naquela posição reativa, esperando a próxima pergunta. Na medida do possível, coloque-se mais em bate papo, e não como um elemento sendo inquirido pelo delegado de polícia. Faça você também perguntas sobre o mercado onde a empresa atua, seu ambiente competitivo, a estrutura organizacional, a visão de futuro que a liderança tem para o negócio e questione seu interlocutor sobre os fatores mais relevantes para o sucesso. Pesquise sobre a empresa, seu ramo e seus negócios. Boa parte da percepção que construímos vem da qualidade das perguntas que fazemos.

Ao falar sobre seu histórico de carreira, lembre-se de que o mais importante é destacar suas realizações. Evidencie suas entregas mais relevantes, o que concretizou por onde passou. Nosso DNA profissional se esconde em nossas realizações. Com isso deixará claro o conjunto mais expressivo dos seus conhecimentos, das suas habilidades e atitudes que moldam suas competências centrais.

No próximo papo falaremos sobre como podemos comunicar nossa proposta de valor.

LEMBRE-SE: CONSCIÊNCIA TRANSFORMA A REALIDADE.

ROGÉRIO CHÉR, FALANDO SOBRE PROPÓSITO DE VIDA E CARREIRA.

 

Comments

comments