Repare em como as pessoas conversam. Alguns são acidamente questionadores, polêmicos e nunca aterrissam em conclusões e consensos. São desagregadores e geram um baita mal estar. Outros, correm rapidamente para a concordância e para o acordo. Temem questionar os demais e se desgastar pessoalmente com eles. Criam a chamada “harmonia artificial”, o “faz de conta que está tudo bem”, algo nefasto para qualquer tipo de relacionamento.

Uma conversa completa depende da soma entre DEBATE e DIÁLOGO. Comece sempre o papo procurando as perguntas certas, antes das respostas certas. Uma excelente resposta depende de uma excepcional pergunta. Ponto e contraponto, questionamentos e pensamento divergente compõem a etapa do debate e enriquecem criativamente o tema em questão. Em seguida, procure o denominador comum entre todos, a melhor conclusão que une o grupo em propósito comum. Pensamento convergente é a lógica predominante do diálogo.

A disciplina de debater e dialogar amplia a qualidade das suas conversas e dos seus relacionamentos.

LEMBRE-SE: CONSCIÊNCIA TRANSFORMA A REALIDADE.

ROGÉRIO CHÉR, FALANDO COM VOCÊ SOBRE PROPÓSITO DE VIDA E CARREIRA.

Comments

comments