Todos queremos a mesma coisa: felicidade. É lógico: desejamos ser felizes! Disparamos iniciativas para capturar a felicidade, como se fosse possível tomá-la pelas mãos, para toda a vida.

É possível ser feliz? Claro que sim! É possível ser feliz o tempo todo? Sabemos que não. Portanto, há uma ideia poderosa – e realista – a este respeito: nosso nível de felicidade depende da capacidade em lidar com frustração, decepção e desapontamento. Não estamos no controle de tudo, mas sempre podemos escolher como pensar, sentir e agir, mesmo diante de situações que não foram escolhidas por nós.

Quanto mais focamos em nossa felicidade, mais ela nos escapa. Somos verdadeiramente felizes naqueles instantes em que estamos inspirados por algo maior do que nós, quando vivemos nossos mais importantes valores, talentos, aprendizados, relacionamentos, enfim, sempre que ser feliz se torna um saudável efeito colateral não da busca pela felicidade, mas da felicidade desta busca.

LEMBRE-SE: CONSCIÊNCIA TRANSFORMA A REALIDADE.

ROGÉRIO CHÉR, FALANDO COM VOCÊ SOBRE PROPÓSITO DE VIDA E CARREIRA.

Comments

comments