Alguns consideram “mindfulness” sinônimo de meditação. Não é. A melhor tradução para mindfulness é “atenção plena”, sendo que meditar é um dos caminhos para experimentá-la, mas não é o único. Fazer exercícios físicos e atividades que estabeleçam pontes entre nossa razão e emoção também favorecem a atenção plena.

Em geral, nunca estamos onde estamos. Quando estamos aqui, nossa mente divaga para algum lugar do passado ou para algo lançado ao futuro, mas nunca no presente. Ficamos ausentes de si mesmos, para os que estão ao nosso redor e para a vida. Assim será sempre difícil ser produtivo e estabelecer relações significativas.

Faça sempre a pergunta a si mesmo: “estou presente?”. Ponha atenção focada na inspiração e na expiração. Faça barulho com sua respiração, para “calar a boca” da voz que tagarela em sua cabeça. Em seguida, repita a si mesmo esta sequência de perguntas e respostas, que estão no filme O Poder Além da Vida:

Onde você está? Aqui.

Que horas são? Agora.

Quem é você? Este momento.

Vão ajudar a experimentar mindfulness.

LEMBRE-SE: CONSCIÊNCIA TRANSFORMA A REALIDADE.

ROGÉRIO CHÉR, FALANDO COM VOCÊ SOBRE PROPÓSITO DE VIDA E CARREIRA.

Comments

comments