Há um período chave para um Líder recém-chegado na organização: seus 100 primeiros dias. Em meio a uma enormidade de informações e desafios, por onde começar?

Nem todas as empresas cuidam bem da integração de seus novos Executivos. Algumas priorizam a preparação funcional, mas pecam no alinhamento com a Estratégia e a Cultura. Outras simplesmente não fazem nada a respeito. Em ambos os casos, resta ao próprio profissional ter seu checklist do que fazer para garantir um eficiente processo de “onboarding”.

Para ajudar, seguem aqui meus 6 principais conselhos:

1) Alinhe sua Missão: na sua chegada, estabeleça um claro e objetivo acordo inicial com seu Líder, com aquele que é seu principal patrocinador. Evite qualquer zona cinzenta sobre expectativas quanto a atividades a priorizar, entregáveis e prazos. Nem sempre a empresa contou toda a história para você durante o processo seletivo, por duas razões: A) porque não tinha todo o diagnóstico correto sobre os problemas e desafios que você encontraria; B) porque tinha receio de você sair correndo e desistir da vaga. O primeiro passo será entender a Estratégia geral da empresa e o papel da sua área neste contexto. Seja específico e redija com seu Líder um resumido e assertivo texto de missão, que responda às seguintes perguntas: “O que é preciso fazer agora? Quais minhas maiores prioridades neste momento, e em qual horizonte de tempo?”.

2) Decodifique a Cultura Organizacional: invista tempo para investigar e compreender a identidade e o DNA da empresa. Procure decifrar o “jeito de ser e fazer”, com mais profundidade do que foi possível entender durante seu processo de recrutamento e seleção. Leia atentamente os Valores e Comportamentos declarados pela empresa, assim como seus princípios de ética e relacionamento, sempre que estiverem explicitados e disponíveis. Será fundamental buscar alinhamento com a linguagem e com a atitude preponderantes na organização, bem como identificar a eventual discrepância entre a Cultura Declarada, a Desejada e a Alvo. A compreensão para isto tudo direcionará suas ações.

3) Decifre a agenda política: há coisas que não estão escritas e declaradas em lugar algum. É o jogo de poder mais sutil, a agenda promovida por aqueles que – independente de cargos e níveis – fazem a coisa acontecer, são formadores de opinião e possuem persuasão sobre os demais. A empresa tem seu organograma oficial e seus grupos informais de influência. É importante entender as duas coisas, para expandir seus vínculos e ampliar as alianças e apoios para as iniciativas que você e seu time levarão adiante.

4) Estabeleça fortes vínculos pessoais com seus liderados e pares: invista em momentos generosos para construir vínculos pessoais e autênticos com seus liderados e pares. Convide-os para um papo e dê o tom: procure conhecer suas histórias de vida, visões de mundo, biografias profissionais, competências, crenças, bem como seus valores e talentos. Em seguida, ofereça o mesmo: conte sua história, crie proximidade e conexão interpessoal. Isto criará uma propensão positiva para relações significativas de confiança.

5) Garanta prontidão e alinhamento do seu Time: ao entrar na empresa, é preciso conhecer as pessoas que lidera, mas também suas atribuições e responsabilidades. Com base na missão que recebeu, faça os ajustes necessários no escopo de cada um do seu Time, tenha certeza de que está com as pessoas certas no lugar certo e garanta alinhamento delas com você. É importante sentir que estão “fechadas” com você, sem atitudes antiéticas de jogar contra seus posicionamentos e prejudicar intencionalmente sua Liderança. Ter conversas corajosas e bons debates são coisas desejáveis, porém ter pessoas que sabotam desonestamente seu trabalho é outra coisa bem diferente. Afaste estes indivíduos rapidamente do seu Time. Garanta accountability e alto nível de prontidão para toda equipe.

6) Busque feedback: vá até seu patrocinador principal do seu trabalho e peça feedback sobre avanços e eventuais mudanças necessárias. Triste não é mudar de ideia, triste é não ter ideias para mudar!

LEMBRE-SE: CONSCIÊNCIA TRANSFORMA A REALIDADE.

ROGÉRIO CHÉR, é sócio da Empreender Vida e Carreira, autor do best-seller Empreendedorismo na Veia – um aprendizado constante e do livro Engajamento – melhores práticas de Liderança, Cultura Organizacional e Felicidade no Trabalho.

Comments

comments