A paisagem corporativa pode enganar: pessoas aparentemente “infelizes” ou “insatisfeitas” podem ser as mais engajadas.

Quando se fala de comportamento engajado pensamos em pessoas “felizes”, cheias de energia, comprometidas e com alegria estampada no rosto. Pode ser, mas nem sempre.

Em meu livro “Engajamento: melhores práticas de Liderança, Cultura Organizacional e Felicidade no Trabalho”, refiro-me ao que chamo de 3i’s do comportamento engajado: INQUIETAÇÃO, IMPACIÊNCIA E INCONFORMISMO.

As pessoas verdadeiramente comprometidas têm pressa, senso de urgência, não aceitam facilmente “as coisas como são” e sofrem quando não testemunham o trabalho em sua melhor versão possível. Parece que estão aborrecidas e infelizes, quando na verdade estão altamente envolvidas.  Sempre que constato essa realidade, lembro-me do genial Rubem Alves com sua sacada brilhante: “ostra feliz não faz pérola”. ‘

LEMBRE-SE: CONSCIÊNCIA TRANFORMA A REALIDADE!

ROGÉRIO CHÉR, é sócio da Empreender Vida e Carreira, autor do best-seller “Empreendedorismo na Veia – um aprendizado constante”, do livro “Engajamento – melhores práticas de Liderança, Cultura Organizacional e Felicidade no Trabalho” e co-autor com Magda Oliver Ruas da obra “O que mais você quer de mim? O desafio de viver relações significativas”.

Comments

comments